Use a Ancient Sword

sábado, 5 de janeiro de 2013

sotc terra de confusões:ceifador cinza 14

(Jardim Secreto-Mente de Icon)

D.Yuri:Então...pode me dizer o que aconteceu?-o ceifador perguntou para Denise.

A jovem fechou os olhos,D.Yuri viu desconforto em sua cara e suspeitou que algo muito ruim tinha acontecido.

Denise:Todos...embora...-ela disse abrindo os olhos devagar.

D.Yuri:Parece que não foi todo mundo...você e a Mono ainda estão aqui...-disse abaixando-se para ver o canal do jardim e seu misterioso líquido-o que diabos você bebeu...-ele murmurou.

A garota abaixou ao lado do ceifador e olhou para a água por alguns segundos e depois para o ceifador,não havia sequer um pingo de ânimo no rosto.Por fim ela estendeu as mãos novamente e pegou mais um pouco do líquido,bebeu devagar mas desta vez não teve tosse.

Denise:Danilo...-ela disse levantando e foi acompanhada pelo ceifador.

D.Yuri:Sim...?

Denise:Porque não vai embora...?-ela disse com insistência.

D.Yuri:-Sinceramente...eu não posso ou quero sair...até que eu saiba tudo o que aconteceu aqui-o ceifador disse olhando para a direita.

Denise:Pois bem...você verá...

D.Yuri:Isso quer dizer que vai me ajudar?-ele perguntou voltando o olhar para a esquerda mas a garota tinha desaparecido.

D.Yuri:Não adianta se esconder.Eu sei que você está ai!

Mas não houve resposta,o ceifador aguardou em vão por uns 2 minutos antes de concluir que estava sozinho.Olhou para a entrada do jardim mas no lugar da passagem normal havia uma grande abertura retangular feita na horizontal,seu interior envolto na escuridão.

D.Yuri:Pois é...parece que aqui a rampa não existe...

Caminhou na direção da abertura e tentou enxergar sem sucesso o interior,alguma coisa rolou pelo chão e bateu no pé de Danilo.Era uma lanterna de pilha,aparentemente a mesma que tinha encontrado pouco tempo depois de ter chegado,ele abaixou e pegou o objeto.

D.Yuri:É você Denise...?-ele perguntou para a escuridão

Denise:Aqui é seguro...a Lua está atrás da ameaça...-a voz sussurrou mas o ceifador não viu indício da jovem.

O ceifador pensou por alguns segundos, ficou intrigado com o último aviso,se é que aquilo era um aviso.Como uma Lua poderia perseguir alguém?Ainda mais uma pessoa?De qualquer maneira resolveu prestar atenção na Lua quando saísse do templo.Ligou a lanterna e apontou para a escuridão,o hall estava deserto e sem nenhuma outra fonte de luz a não ser o pequeno objeto em suas mãos.Entrou no hall devagar,ao menos agora ele tinha certeza de que estava em segurança.

(Black Hall-Amnesia:The Dark Descent OST)

Danilo olhou para a esquerda,algo chamou sua atenção.O que deveria ser o de Argus parecia ser um pássaro de asas abertas e o estilo era diferente dos que normalmente os colossus são esculpidos,era mais definido e simples,sem muitos adornos.Moveu a lanterna para o lado,todos os outros estavam destruídos.O ceifador olhou então para a direita,no lugar do ídolo de Malus havia uma grande estátua de um homem segurando uma espada,seu braço estendido para frente,parecia feita de ouro mas o brilho já tinha se apagado a muito tempo.Assim como a fileira da esquerda essa fileira só tinha um ídolo.

D.Yuri:Hum interessante...

Um ponto de luz surgiu do outro lado do hall,quando o ceifador olhou na mesma direção a luz se expandiu e cobriu todo o hall,forçando-o a fechar os olhos.
(Fim da música)

D.Yuri abriu os olhos devagar,todo o hall estava preenchido com luz,parecia dia e logo o ceifador viu sombras humanoides se formando e se transformando em imagens familiares.Ele viu os  Wander,HHH e Vitor conversando no outro lado do hall.

Cavaleiro Wander:Qual é a graça?

HHH:É que meu amigo disse que viria hoje,ele deve chegar a qualquer momento.

Vitor:Já faz um tempo que você fala dele,tem certeza de que ele vem mesmo?

???:A quanto tempo meu amigo!

Todos olharam para as escadas do templo,um garoto jovem estava subindo com um sorriso enorme estampado no rosto,ele e HHH trocaram um aperto de mão,bateram os punhos e depois riram juntos.Todos deram boas vindas ao novo membro,mas ainda havia uma pessoa para dar as boas vindas.Denise atravessou o corpo de Danilo vinda por trás causando calafrios.

D.Yuri:Parece que um fantasma atravessou minha alma...

Denise:Olá...você deve ser o Icon,prazer em conhece-lo...-ela estendeu a mão,tinha um sorriso modesto no rosto.

O ceifador esperou um grito repentino ou alguma confusão,mas estes nunca vieram,Icon parecia estar calmo e ainda sorria.

Icon:Oi-ele retribuiu o aperto.

E então tudo foi encoberto por luz novamente e o ceifador voltou para o escuro e sombrio hall.

D.Yuri:Muito estranho...ele não tinha medo dela desde o começo,alguma coisa deve ter acontecido...

(Clareira de Cenobia-C1)

Mono:Essa foi por pouco.

Denise:Ah...faltava só duas peças.

As duas estavam jogando um jogo de damas no chão da clareira a poucos metros da árvore onde Danilo e Icon dormiam.O tabuleiro era feito de luz,assim como as peças brancas,enquanto as outras peças eram feitas de sombras.O jogo tinha se estendido por cerca de 10 minutos,peças se dissipando a  cada vez que eram comidas,no final Mono venceu o jogo comendo a última dama de Denise.

Mono:Quer jogar outra coisa?

Denise:Estive pensando.

Mono:E o que seria?-a mulher sorriu.

Denise:Será que o Icon tem medo da gente porque nos viu furiosas?-ela disse esfregando o queixo.

Mono:Acredito que não,não me lembro de ter um ataque de fúria nos últimos 200 anos...e você?

Denise:Teve aquela vez,mas tenho certeza de que ele não estava lá.

Queen:Você tinha que contar para aqueles tolos?Estava me divertido com a expressão de choque deles...-A rainha apareceu sentada em uma pedra ao lado.

Denise:Eu quase o matei-a jovem disse olhando para as mãos.

Mono:Corrigindo,ela quase o matou-ela se voltou para Queen com olhar desaprovador.

Queen:Se ele tomasse conta da língua...-ela levantou-não importa mais...-e então foi coberta por uma explosão de sombras e desapareceu.

Mono olhou por alguns segundos onde a Queen estava e depois para a garota.

Mono:Preciso cuidar de alguns assunto.

Denise:Tá...

E assim Mono desapareceu em uma explosão de luz.

(Templo da Adoração-Mente de Icon)

O ceifador foi até o altar com calma para olhar o exterior,olhou casualmente para a superfície do altar,parecia haver alguns traços na pedra fria.Levantou a sobrancelha quando apontou a lanterna para enxergar melhor.

D.Yuri:``O sábio do deserto´´...Bom saber que você está do meu lado,só espero não encontrar ``ela´´ de novo.

Danilo desceu as escadas do templo e olhou para cima,a Lua estava mais brilhante do que antes e não era mais necessário a lanterna,que oi desligada.O ceifador observou a Lua por alguns segundos pensando no aviso misterioso.

D.Yuri:``A Lua está atrás da ameaça´´-ele murmurou enquanto olhava para os lados  mas tudo estava calmo.

Caminhou para Sudoeste em direção à floresta e quando chegou na entrada percebeu o chão começar a ter uma cor de ferrugem.Olhou para cima e viu uma Lua vermelha pairando além da floresta,a luz vermelha penetrando as árvores.Ele olhou para frente e observou as árvores velhas e sem folhas,elas estavam mais largas do que se lembrava e ele não conseguia ver o outro lado.

D.Yuri:Eu não cofio nesse lugar...

O ceifador andou depressa entre as árvores,sempre atento aos arredores e principalmente à Lua,ele não ficaria ali para ficar apreciando a paisagem.Então ouviu passos alguns metros à frente e imediatamente se escondeu atrás de uma árvore,espiou cautelosamente mas não viu nada então colocou a cabeça de volta à proteção da árvore .Notou algo interessante no chão,a sombra da árvore se movia lentamente para os lados,primeiro para a direita e depois para a esquerda e assim espiou de novo.Ela estava flutuando mais a frente vagando entre as árvores,notou que a sombra das outras árvores acompanhavam a direção em que ela se movia e então percebeu o significado da dica.

D.Yuri:``Isso pode me ajudar...´´-ele pensou.

Ela virou para sua direção,o ceifador se escondeu o mais rápido que pode e focou-se no chão para ver se ela ainda estava indo para sua posição,mesmo para Danilo era difícil não estar tenso.A sombra estava reta,ele continuava indo na sua direção,logo ao lado da sombra da árvore o ceifador viu uma  outra sombra começar a surgir.

D.Yuri:``Vira pro outro lado droga...vira!´´-ele gritou em sua mente enquanto via a sombra aumentar.

Todos os músculos de Danilo pararam quando ele viu Mono parada bem ao seu lado,por sorte ela ainda continuava a olhar para frente.

D.Yuri:``Retiro o que disse.Não vire,não vire,não vire...´´.

E então ela seguiu em frente,o ceifador quase suspirou aliviado e só não fez porque sabia que nunca deveria fazer isto nessas situações.Moveu-se devagar enquanto se afastava da árvore,agradeceu pelo chão não ter vegetação ou água(pois faria barulho) e logo estava se movendo depressa e silenciosamente entre as árvores.Conforme se afastava o ceifador ficava sempre atento às sombras,depois de algum tempo a luz voltou a ser branca,a atmosfera ao seu azul escuro original e assim não houve mais sinal da Mono.D.Yuri suspirou aliviado quando chegou na ponte de pedra que ligava a floresta,a área abaixo e o deserto.

(Clareira de Cenobia-C1)

A garota estava sentada na frente de D.Yuri,ela olhava para para seu rosto enquanto se lembrava de um acontecimento de algumas semanas atrás.

(Flashback)
(Shrine of Worship)

Denise estava sentada nas escadas que levavam à rampa em espiral,ela estava aguardando para ver o desenho de Ditto,que estava encostado no ídolo de Argus usando folha e papel.Danilo entrou pelas escadas do outro lado do hall,ele carregava uma caixa média de madeira em uma das mãos.Caminhou pelo hall em direção à rampa.

D.Yuri:Olá Ditto.

Ditto:Oi Yuri-o jovem disse sem tirar o olhar do papel.

D.Yuri:Olá Denise...-ele parou a um passo de distância.

Denise:Oi...o que é isto?

D.Yuri:Pegue,é pra você...

O ceifador estendeu a caixa e a garota colocou em seu colo,quando abriu a tampa viu que dentro havia um objeto negro que ocupava todo o interior.

D.Yuri:É um antigo mato longo e negro...você vai precisar dele hoje.

Denise:Danilo...-ela suspirou de olhos fechados.

D.Yuri:O quê?

Denise:Onde tem mato negro?-ela perguntou de um jeito inocente enquanto abria os olhos.

D.Yuri:Quero dizer manto não mato.

Denise:Já disse que não...-ela fechou a caixa.

Ditto parou de desenhar e começou a acompanhar a conversa.

D.Yuri:Não o quê?

Denise:Eu não quero ser ceifadora...

D.Yuri:Não vou te transformar em uma!-ele disse surpreso-só quero te mostrar meu trabalho.

O ceifador virou de costas,pegou sua foice e abriu um portal negro no chão.

Denise:Mas eu não sou boa nisso...olha...

D.Yuri:Vamos,vamos...não vai ser nada demais-o ceifador disse sem olhar para trás.

A garota fechou os olhos enquanto se levantava,deixando a caixa nas escadas.Quando os abriu,suas pupilas estavam dilatadas e em seu rosto havia um sorriso largo porém assustador,não parecia mais uma garota inocente. Ditto se encolheu por causa da surpreso e seu desenho e lápis caíram no chão.

Denise:Entendeu?Não sou boa nisso,não concorda Ditto?-ela olhou para o jovem apavorado.

Ditto:Na boa Denise...na boa mesmo...Que cara medonha é essa?!!

Para a surpresa do desenhista a garota estava olhando para o chão, estava contendo um riso com a mão na boca,logo ela se recompôs e já tinha voltado ao normal.

Denise:Eu tava brincando...viu só...não sou boa nisso-ela andou na direção de D.Yuri,que se virou.

D.Yuri:Que é isso Ditto?Parece que viu um fantasma.

Ditto:Não é nada...-ele abaixou para pegar o desenho ainda atordoado.

Denise:Não quero fazer o que sugeriu...-ela encarou o ceifador mais alto.

D.Yuri:Porque não?

Denise:Gosto de ver todos vivos e alegres...e o seu trabalho...

D.Yuri:Vai dar tudo certo,não há o que temer e não é sempre um trabalho triste-mas a garota não estava convencida.

D.Yuri:Olha,não vamos tomar a alma de ninguém,prometo-o ceifador colocou a mão no ombro da jovem.

Denise:Não...Desculpe por não poder fazer parte do seu trabalho-ela tirou o braço do ombro.

D.Yuri:Ok...só queria explicar mesmo-o sorriso havia desaparecido.

Denise:Preciso fazer uma coisa...tchau Danilo...

O ceifador deu um passo para o lado para deixa-la passar.

D.Yuri:Tchau Denise,até a próxima...

Ambos sorriram antes da garota começar a andar e sair do templo.
(Fim do flashback)

Denise:Não sou boa e não é meu desejo...-ela murmurou para si mesma.

5 comentários:

Cavaleiro Wander disse...

Fatos:A parte da Lua é inspirada no jogo para computador ``Dream of the blood moon´´.Nesse jogo você sonha que está numa floresta enevoada onde é perseguido por uma entidade feminina,essa entidade sempre está na frente da Lua e a luz muda de acorda com a direção que ela olha.

A parte do hall foi inspirada no jogo ``Amnesia:The Dark descent´´,nesse jogo tem um hall que se chama ``black hall´´ onde você está seguro dos monstros.

Teve uma ocasião em uma mini história que Denise disse que ``era culpa da Queen´´.que possuiu seu corpo.

O acontecimento do manto ocorreu em outubro do ano passado,parte ocorreu exatamente do mesmo jeito mas eu fiz algumas alterações(principalmente encurtar)

Votem na enquete

Hexdrel disse...

Foi muito daora ler esse capítulo e imaginar os cenários,de longe a parte da lua é minha favorita.

Mono D disse...

Esse foi um dos melhores capitulos...

Continue assim wander...

:)

Mono D disse...

Ah!... E faça algumas referencias de Silent Hill & Clock Tower...

Voce jogou clock tower né?

Ver Gameplays não é como jogar realmente o jogo... É como assistir a uma batalha contra o avion... Voce não tem a emoção de quando estar realmente jogando...

;)

D.YURY disse...

"com o último aviso,se é que aquilo era um aviso.Como uma Lua poderia perseguir alguém?"

se é que aquilo era um aviso.como uma...

Aquilo era um aviso.Como...

aviso.com

/\ meu celular indentificou como link.. E levou para uma pagina um tanto curiosa...

O que acha que aconteceu com o Icon?

Visitas ao templo