Use a Ancient Sword

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

sotc terra de confusões:ceifador cinza 13

(Shrine of Worship-Realidade)

Perto do altar Wander estava chacoalhando Marcos(membro) para frente e para traz,ele parecia extremamente zangado.

Cavaleiro Wander:Como você pôde fazer isso?!

Marcos:Desculpa!Eu juro que nunca mais faço fakes.

Cavaleiro Wander:Por sua causa eu fiquei com a cabeça ocupada por dias! Por causa de você eu culpei a Kaaya e tem mais de 100 páginas de comentários idiotas no livro de comentários!

Encostado no ídolo de Malus estava Henrique,após cerca de 15 minutos ouvindo os gritos de César ele estava ficando impaciente.

Henrique:Para de gritar César! Todo mundo já perdoou o Marcos e fazer ele apagar os comentários é burrice.

Cavaleiro Wander empurrou Marcos e virou-se para encarar Henrique,sua respiração era pesada.

Cavaleiro Wander:Como se você tivesse perdoado a Kaaya-ele disse cruzando os braços.

Henrique olhou para Wander com seriedade,ele não queria discutir aquilo.Dias atrás alguém usando uma máscara tinha entrado no templo e escrito ``.´´ sem parar nas páginas do livro de comentários.Muitos ficaram zangados com essa atitude,criando um ódio imenso de quem estava fazendo isso,mas como o indivíduo usava uma máscara e vinha quando ninguém estava lá era impossível saber quem era.Por dias os membros ficaram se perguntando quem poderia ser, depois de algum tempo começaram a suspeitar da Kaaya por suas atitudes estranhas.Alguns dias passaram e um novo ``fake´´ veio e também começou a preencher o livro de comentários,este se foi escrevia ``H´´ e era mais rápido que o anterior.

Dois dias depois Kaaya veio ao templo e revelou que era quem estava fazendo os ``H´´ e os ``.´´.Todos tinham a certeza de que ela fazia os ``H´´,no entanto alguns duvidavam que ela quem fazia os ``.´´.Kaaya perdeu a confiança de quase todos e foi passar o tempo no Jardim Secreto para evitar o contato com os outros,especialmente Henrique,pois ela tinha deixado-o mais irritado que os outros.Horas depois veio Marcos e confessou ser o aclamado ``ponto´´,afirmou que era uma brincadeira que havia saído fora de controle e que estava arrependido.

Henrique:Apenas pare de gritar-o jovem disse desviando o olhar e virando a cabeça na direção da poça de água do templo.Todos pararam de falar e olharam na mesma direção.

Kaaya desceu as escadas,ela andava lentamente de cabeça erguida,sua expressão era de indiferença .Ela parou e olhou para Henrique,ele ainda estava zangado com ela e Kaaya não parecia muito ressentida com isso.Ela simplesmente voltou a olhar para frente e continuou a caminhar em direção às escadas que levavam ao exterior do templo.

(Shrine of Worship-Mente do Icon)

D.Yuri estava na frente do altar,ele segurava o fruto branco em uma das mãos e sua foice na outra.Em sua volta para o templo ele não encontrou Mono de novo.Tinha lembrado que havia uma parede invisível no meio do hall então foi para o altar.Apesar do silêncio,o ceifador sentia que havia alguém por perto,que o observava de algum lugar e esse alguém só podia ser uma pessoa.

D.Yuri:Denise...Eu sei que está ai!Eu trouxe uma das frutas,então me deixe chegar ao jardim!

Houve alguns pequenos ruídos vindos do altar,D.Yuri virou-se lentamente e olhou para a superfície do monumento de pedra,estava intrigado.Uma única palavra estava escrita na superfície dura,como se alguém tivesse feito cortes na pedra com uma adaga ou garra.

D.Yuri:Fruta...

O ceifador ficou pensando,mas lembrou-se de se virar para encarar a escuridão mais uma vez e de não fechar os olhos para raciocinar.De repente a fruta em sua mão começou a produzir um pequeno brilho,o ceifador olhou para o fruto que brilhava cada vez mais até que o brilho tornou-se muito forte.

D.Yuri:``Talvez seja isso...´´-ele murmurou olhando para frente.

Logo atrás do altar Denise estava parada,D.Yuri começou a descer as escadas do altar e ir na direção do corredor,Denise já havia sumido.Usando a fruta como lanterna ele conseguiu passar pela barreira invisível e se aventurar entre as sombras.Após algum tempo o ceifador começou a ouvir um barulho constante,parecia água correndo,apertou o passo até estar correndo.Infelizmente acabou tropeçando e caiu no chão.mas surpreendentemente ele havia caído na grama.

D.Yuri:Mas que droga...-ele murmurou com a cara enterrada na grama.

Algo atingiu a cabeça de D.Yuri fazendo-o resmungar mais uma vez,ele estava cansado de ser atingido na cabeça.Ele virou-se para ficar de barriga para cima e abriu os olhos,o lugar parecia bem familiar.D.Yuri viu um galho de uma árvore,virou a cabeça e viu uma extensa parede de pedra ao fundo e alguns pilares de pedra,ele definitivamente estava no Jardim Secreto.Olhou para o outro lado e  viu uma outra fruta,esta era preta e emitia uma fumaça negra,provavelmente o que tinha atingido sua cabeça.Surpreso,levantou-se apressadamente,colocou a foice no chão e agarrou a outra fruta.Suspirou aliviado fechando os olhos enquanto se erguia do chão.

D.Yuri:Agora eu só preciso...-ele começou mas parou quando abriu os olhos.

Denise estava parada a apenas alguns centímetros de distância da face do ceifador,ela olhava intensamente para D.Yuri,mas desta vez não havia raiva em seus olhos.Apesar da situação,Danilo estava apenas um pouco surpreso.

D.Yuri:Olá Denise...acho que isso é seu-ele disse dando um passo para traz e oferecendo as duas frutas.

Denise esticou os braços devagar para pegar as frutas,ela ainda estava encarando o ceifador.Ela olhou para a fruta branca,depois para a fruta negra e então para D.Yuri,ele jurou que viu um pequeno indício de um sorriso na expressão da garota e portanto sorriu também.Denise desapareceu e apareceu abaixada ao lado de um dos canais do jardim.

D.Yuri:Espera...o que você vai fazer?-o ceifador perguntou correndo na direção da garota.

Denise virou a cabeça e olhou de um jeito zangado para o ceifador,ela estava concentrada.

D.Yuri:Ok,entendi...só não me entregue para a Mono...-ele disse mostrando as mãos e dando um passo para trás.

A garota fechou os olhos e então olhou para frente,ela bateu ambas as frutas na beira do canal com tamanha força que foram esmagadas por completo.Um líquido branco e uma gosma negra escorreram e se misturaram na água pura do jardim,D.Yuri se aproximou e observou a água.Ela emanava um cheiro agradável de flor e estava branca com um leve brilho.Olhou para Denise e viu que ela estava pegando um punhado do líquido com ambas as mãos e bebendo,concluiu que isso a ajudaria com seu estado atual.Ela tossiu fortemente.

D.Yuri:Você está bem?-o ceifador perguntou colocando a mão no ombro de Denise.

A tosse parou aos poucos,ela levantou do chão e suspirou sem olhar para D.Yuri:

Denise:Vá...embora...-ela falou com sua voz normal,mas estava longe de ter um tom amigável.

D.Yuri:Como assim?!Eu não posso deixar você...desse jeito...Eu fiz tudo isso pra te ajudar e agora está me mandando embora?!

A jovem virou-se para olhar o ceifador,seus punhos estavam cerrados.

Denise:Odeio...-ela disse apontando para ele.

D.Yuri:Mas o que eu fiz...?Olhe,estou preso aqui e nem...

Denise:Eu...aberto...porta...-ela disse mal humorada.

O ceifador não entendeu a princípio,mas então lembrou-se do grande portão aberto que pensava ser uma armadilha.De repente sentiu-se envergonhado.

D.Yuri:Então o portão...era você?-Denise resmungou que sim.

D.Yuri:De qualquer forma...o que aconteceu aqui?

8 comentários:

Cavaleiro Wander disse...

Fato:No blog ocorreu todo esse problema dos fakes ``ponto´´ e ``H´´,da forma que eu escrevi na fiction.Henrique ainda está de mal-humor em relação à Kaaya e ainda sinto raiva do Marcos(aconteceu que eu fiquei MUITO mais bravo no blog do que na fiction).

A verdade é que Denise chamou a Kaaya para conversar no seu blog(Jardim Secreto) e aparentemente D.Yuri participou da conversa.

Atualmente D.Yuri está com o avatar de um Noel ceifador,mas não consegui incluir isso na fiction.Também decidiu criar músicas para alguns membros do blog mas também não tinha como incluir isso.

A verdade é que D.Yuri usa ``...´´ quase tanto quanto Denise,por isso não estranhem se ambos falarem com muitos ``...´´ na fiction.

O resto não posso explicar ainda.



Cavaleiro Wander disse...

Lembrem-se de votar na enquete

Marcos disse...

Eu votei em "Mais ou menos",porque a Kaaya me disse que nem liga de ter brigado com o Henrique

Hexdrel disse...

A parte do jardim foi estranha

"Seu desgraçado filho de Basaran!"

Calma,calma,isso é uma fic de família,não é?
E só comigo o gadget de enquete dos blogs estão todos bugados?

Cavaleiro Wander disse...

``A parte do jardim foi estranha´´

Eu quero lembrar que essas FL são diferentes da realidade,portanto as vezes pode parecer estranho.Sobre o que aconteceu com a Denise,vou fazer explicar no próximo capítulo.

``Calma,calma,isso é uma fic de família,não é?´´

Na verdade é uma fiction para os membros do blog,portanto...você já entendeu.Mas vou mudar

Cavaleiro Wander disse...

``Eu votei em "Mais ou menos",porque a Kaaya me disse que nem liga de ter brigado com o Henrique´´

Já mudei

Hexdrel disse...

Why1 eu só estava zoando

D Yury disse...

. 'u'

Altas tretas no blog... LOL

O que acha que aconteceu com o Icon?

Visitas ao templo